Xamãs – Quem são????

Os Xamãs são os adoradores da natureza, conectam sua sensibilidade e seu trabalho com as quatro direções: Norte, Sul, Leste e Oeste.
A sensibilidade de um Xamã é despertada desde a infância, para aprender admirar as obras do grande Criador Universal.
Desde cedo o Xamã já aprende a meditar em um ponto no horizonte, nas cores, no desenho de uma flor, um animal, seu olfato é sensível, ele é capaz de olhar uma pequena pedra e descobrir desenhos e mensagens.
A alma de um Xamã tem que ser livre e pura, isenta de preconceitos tolos, somente assim ele vai se conectar com o mundo invisível da Mãe Natureza.
O Xamã não arranca plantas da terra, pelo contrário, ele é um plantador de sementes do Universo, por onde passa deixa sua marca plantando e reabilitando vidas, assim ele recebe mensagens do Universo através de fontes elementais espirituais vindas das quatro direções.
O Xamã sabe ver, sentir, ouvir e transcrever as mensagens trazidas pela natureza, consegue ver os sete corpos áurico de uma pessoa, ele precisa se conectar com essas energias elementares para o trabalho de harmonização da pessoa e da terra.
O Xamã entende de energias de pedras, cristais, plantas, flores, águas e fogo, sons, cantos, e sons de instrumentos. Sabe entender e ouvir o seu próprio Ser, sabe cuidar do campo psíquico e da alma, ajuda as pessoas se harmonizar com o seu Anjo de Deus, com fadas, etc.
Ser Xamã é sentir que você é um filho do Universo, irmão das estrelas, pedras, plantas, águas, pássaros, flores, por isso é que você esta aqui.
O mundo mágico deste Xamã das estrelas, cura conectado com a força da grande Luz do tempo, o grande criador do Universo, o grande espírito, chamado pelos mestres de luz maior, usando seus cristais de rocha, pedras coloridas, a geometria sagrada, a geobiologia, plantas, penas, flores, aromas e instrumentos de som, outras vezes somente basta as palavras sábias, que aponta as direções a voltar ou a seguir.
O Xamã é um mago que consegue enxergar o seu próprio destino, as vezes mesmo antes de buscar respostas nas estrelas do firmamento celeste.
O Xamã é um resgatador de almas perdidas desconectadas da Luz maior, um resgatador de estrelas que perderam seu brilho ou sua Luz.
Ser um Xamã é descobrir cedo a eternidade da alma, é saber suportar a dor com alegria, e entender o porque com a sabedoria, que todo o momento é um aprendizado.
Xamã é aquele que planta pelo menos uma semente do bem todos os dias. Ele resgata seu tesouro interior buscando nas estrelas as respostas do seu passado.
O mago Xamã ajuda o ser humano caído a resgatar a sua alma e voltar a ancorá-la em seu porto. Ele ensina novamente o ser humano buscar a sua criança interior para ajudar neste resgate.
O Xamã fala porque você está aqui, o que fazer e para onde ir, ele mostra que Deus não é somente a Luz do fim do túnel, mas a Luz que anda com você desde o nascer do sol de cada dia, cada lua e cada noite, porque o tempo de Deus é infinito, assim como um dia emenda na noite e a noite no dia seguinte.
A bondade do coração puro que o Xamã ensina a conquistar e resgatar, é o que atrai coisas boas para sua vida e seu futuro. O verdadeiro Xamã é um solitário, sem cobranças sobre si mesmo, ele ama primeiro Deus, depois a todos sem precisar ser amado e embora seja um ser solitário, ele nunca desacredita no amor.
O Xamã ajuda a reascender sua Luz com a chama da grande Luz, voltar para seu próprio corpo, sua própria alma, seu próprio ser, sua própria casa.
Ser um xamã é uma tarefa nobre, más árdua ao mesmo tempo, ele tem que esquecer o seu tempo e estar pronto para socorrer todos os que gritam por ele, a qualquer hora e a qualquer instante.
Um xamã tem que atender tanto o pobre, como o rico, com a mesma intensidade de amor.
Autor: José Zucatélli (Xamã Águia Branca)



Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *