Princípio Ahimsa – Conduta humana para Viver em paz

O primeiro princípio de Yama é Ahimsa, (não-violência em sânscrito), é uma conquista interior. Precisa ser assimilada e praticada por cada um de nós. É uma atitude interna de suavidade que substitui a aspereza e agressividade das palavras e ações.

O Yoga nos ensina que é preciso discernimento, concentração e
contemplação para falar de maneira apropriada. Não devemos falar sem ter a mente presente. Se falarmos descuidadamente, muitas vezes falamos o que não devíamos e nossas palavras causam problemas e desavenças.
Ao falar demais, sem discernimento, sem cuidado, nos tornamos desagradáveis e críticos. Desperdiçamos energia, ficamos ansiosos e inquietos. E até os parentes e amigos se afastam de nós.
Existe desarmonia e conflitos por causa das palavras. Muitas pessoas tagarelam muito, outras gritam. Algumas falam apenas para si mesmas e não querem ouvir o outro. Não têm paciência, andam sempre apressadas e focadas em si mesmas.
A filosofia do Yoga nos ensina como colocar esta prática da não-violência em nossa vida diária, em nossos relacionamentos, educando o corpo, a língua e a mente.
Contemple estes ensinamentos que podem lhe ajudar a viver bem com as pessoas, evitando brigas desnecessárias:

Saiba o que não falar

– Não seja violento nas palavras, no modo de falar e no tom da voz.
– Mantenha a calma e não entre na raiva.
– Fale com discernimento e gentileza.
– Evite fofocas, mentiras ou comentários maldosos.
– Nunca engane os outros.
– Não seja crítico.
– Evite ferir os sentimentos alheios.
– Não divulgue o segredo de alguém.
– Diga apenas o que beneficia os outros.
– Não culpe, não julgue e nem fale sobe os defeitos das pessoas.
– Fale sempre de assuntos bons, não perdendo tempo com conversas fúteis.
Falar com bondade, sem falar dos defeitos dos outros e adquirir a disciplinana fala são práticas para toda nossa vida. É muito importante desenvolver tolerância, paciência, compaixão para superar a violência, a raiva, e o impulso da agressividade.
Não adianta reprimir e conter a violência e sim, descobrir a afabilidade, exercitar a amabilidade, conquistar a suavidade. Com uma forte intenção e determinação, vamos conquistando a nós mesmos e alcançando sabedoria e gentileza
Seguir o sábio ensinamento de Emanuel, transmitido por Francisco Xavier : “Se não puder elogiar, cale-se”. Quantos conflitos, quanta desarmonia, quantas brigas são evitadas seguindo este conselho. Um elogio sincero aquece o coração do outro e melhora sua auto-estima.
Precisamos aprender com nossos erros. Aceitar quando falamos alguma coisa inapropriada em vez de ficar em uma atitude defensiva negando o fato. Aceitar as críticas construtivas dos outros para não cometermos os mesmos erros. Parar de reclamar e se lastimar. Parar de perturbar o outro repetindo sempre a mesma coisa. Ter momentos de silêncio em nossa vida diária.
Como disse o poeta indiano Tulsidas:
“As complicações são criadas pelo falar.
Os problemas são resolvidos pelo falar.
Ao se falar com discernimento pode-se ganhar bênçãos.
Ao se falar insensatamente, pode-se ficar louco.”
Para se relacionar melhor com os outros e praticar a não-violência na fala, contemple antes de falar:
O que vou dizer é verdadeiro?
É necessário dizer?
È o momento apropriado?
Pode ser dito de maneira apropriada?
Estou sendo bondoso, amável, educado, amigo?
Aplique esses conselhos dos sábios. Fale sobre os outros como se eles estivessem presentes ouvindo você. Fale como gostaria que falassem sobre você, com respeito, sem diminuir nem rebaixar ninguém. Controle sua fala e torne-se um mensageiro da paz!
Autor: Emilce Shrividya Starling



Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *